28 fevereiro, 2010

O QUE EU FIZ PARA MERECER? VAMOS DEBATER ESSE TEMA

ACONTECEU NA FRANÇA...
IDOSO MORREU E FOI ENCONTRADO DEPOIS DE 3 ANOS...

"A descoberta do corpo de um francês de 70 anos que tinha falecido havia três anos em seu apartamento nos arredores de Paris reacendeu o debate sobre o isolamento de idosos na França.O corpo, em estado avançado de decomposição, só foi descoberto depois que o síndico do prédio onde o idoso morava, na periferia de Paris, moveu uma ação de cobrança para receber o condomínio atrasado. Após não receber nenhuma resposta em relação às inúmeras cartas de cobrança dos condomínios atrasados, desde janeiro de 2007, ele contratou um especialista em genealogia para localizar a família do idoso. Ele acabou descobrindo a existência de um irmão. Mas esse parente não tinha contato com o falecido.
"Pedimos ao nosso advogado para encontrar sua família e ele solicitou os serviços de um especialista em genealogia. Foi a partir disso que o corpo pôde ser descoberto", afirmou.  Após ser informado pelo especialista em genealogia que o idoso não dava sinais de vida há pelo menos três anos, o irmão do morto decidiu alertar a polícia.
Os bombeiros quebraram o vidro da janela para entrar no apartamento e descobriram o corpo do idoso no chão, em estado avançado de putrefação.
Nenhum vizinho alertou, nesses três anos, sobre problemas relativos ao cheiro causado pela decomposição ou teria ficado preocupado com o desaparecimento do morador".
Esse caso é terrível. Aqui se revela o drama da solidão e da marginalização. É preciso lutar contra isso para que as pessoas não vivam tão isoladas.

O QUE EU FIZ PARA MERECER????



A AMC tem um grupo de voluntárias que visita quinzenalmente um asilo de 80 idosos,
 na maioria abandonados pela família.
Qual seria a solução para evitarmos casos de abandono na terceira idade?
Quais motivos poderiam justificar o abandono de familiares e amigos
 aos idosos deixados em asilos ou esquecidos em suas moradias?

Seguidores do blog, visitantes, deixem os seus comentários ou até mesmo, histórias para serem publicadas e assim alertarmos a nossa sociedade.

7 comentários:

Anônimo disse...

Quem sou eu para julgar? Mas acho que nada justifica a indiferença, o abandono feito ás pessoas que dedicaram suas vidas em favor de nossas vidas... Quando se ama verdadeiramente não existem barreiras... A força vem da fé, como também a condição para enfrentarmos situações que pedem abnegação de nossa parte, para cuidarmos de pessoas ditosas em sabedoria... Creio que uma das grandes soluções é conscientizar ao jovem de hoje que ele também irá envelhecer, sabendo que não são os cabelos brancos na cabeça que fazem alguém velho e sim o preconceito, a indiferença, o egoísmo de olhar somente para hoje e não querer enxergar o futuro. Um idoso é um livro aberto para quem deseja aprender os sinais da vida e lidar com as grandes surpresas trazidas por ela. Eles são a voz da experiência, mestres da vivência, procurando aprendizes do verdadeiro amor.
Isis Regina

Anônimo disse...

Meu Avô

Todos os anos lembram-me do teu cuidar
Dos anos que viveram e nos faz lembrar
Das mais doces frutas do teu pomar
Atraídos teus netos todos os amava
Seus passos lentos passavam
A mais linda calvície acariciava
Teu lindo sorriso eu amava
Hoje sinto saudade dos dias que lhe abraçava
Na casa grande nos acolhia
Na mesa todos nós sentávamos
Ouvia teus conselhos na voz mansa
A mais linda experiência nos falava
Teu cabelo branco que brilhava
Refletindo amor que nos acolhia
Quando cada filho desejava
A tua velhice retribuída e digna
Ao lado de todos
Que jamais o deixaria abandonado
Pois todos nós te amamos.

É extremamente vergonhoso quem abandona um idoso, ato de covardia, é difícil considerar que um aborto desses possa ser chamado de filho. E o mais incrível, ainda abandonado o idoso conta sua historia desejoso do filho e com os seus braços abertos o espera todos os dias, isso sim é amor verdadeiro.

Carlinda Tinôco

Paully Santos disse...

Não sei se chamo de ingratidão, egoismo ou pura arrogância, mas acredito que não foge de ser chamado assim uma pessoa que trata tão mal uma pessoa que certo dia fez o que não podia para lhe proporcionar o melhor. Na minha família temos um idoso maravilhoso e graças a Deus ninguém nunca tocou no assunto de abandoná-lo em um asilo ou coisa do tipo. Temos o prazer de cuidarmos dele, nossa ele voltou a ser criança. Quando estamos reunidos ele sempre traz a lembrança da familia acontecimentos da infância e outras coisas. Hoje não tem mais esposa, mas antes dela falecer os dois eram a nossa alegria. Todos os dias ele nos agradeçe por amarmos tanto a ele, mas isso que fazemos é só uma forma de agradeçer pelas muitas coisas que fez para que não precisassemos passar por tanto sofrimento que ele ja passou.
Hoje ele tem filhos, netos, bisnetos e até tataranetos e está vivinho. Será que é justo deixarmos em um asilo uma vez que já testemunhou tantas coisas boas e ruins em nossa família? De forma nenhuma.

Bjos: Paully Santos

Marilene Cardozo disse...

Também não quero julgar, mas não consigo entender, por mais que eu tente,como se abandona alguém quando esta pessoa esta no momento mais fragil de sua vida.

O idoso é um ser maravilhoso cheio de sabedoria... Ah..., como eu me lembro de tantas vezes em que meu querido pai contava suas historias de vida, eu ficava adimirada e pensava; meu Deus como este homem consegui passar por tudo isso.

Da mesma forma minha amada mãe, que para mim é um dos maiores exemplos de fé e perseverança, aprendi e aprendo muito com ela.

Gostaria que os jovens, no vigor de sua vida, percebecem a importância do respeito, e dedicação que deveriam ter para com nossos idosos,e que no futuro ensinassem á seus fihos, assim eles não serão os idosos abandonados de amanhã, pois um dia todos envelhecerão, e acredito que a dor do abandono é uma das piores que pode existir.

Marilene Cardozo.

ObrSara disse...

É uma crueldade imensa deixar seus familiares abandonados por ai e já se tinha 3 anos de morte, é uma situaçao dificil... Infelizmente não sabemos como aconteceu isso.
Por mais que a pessoa esteja de idade n é justificativa para abondonar, ao contrario ai que devem estar perto mesmo.
Deus abencoe

Regina Rosa disse...

Esse estarrecedor caso de solidão, nos remete a uma reflexão de nossas vidas e da de muitos, que não obstante serem tão amados, ocupam suas vidas com coisas vazias e sem proveito.
É impressionente como nos assustamos com os tres anos que se levou para emcontrá-lo.
Talvez ele tenha pelo menos uns quinze, totalmente isolado.
Por isso é gratificante viver,não só olhando para nós mesmos, mas vendo o próximo como alguém no minimo tão importante quanto!!!
Beijos.
Regina-SP

Anônimo disse...

Os idosos são as pessoas que mais merecem ser bem tratados.Mas, infelizmente isso não é o que acontece.Eles dedicaram a sua vida e no momento que mais precisam de carinho, afeto, amor e cuidado são repudiados pela sociedade.As pessoas se esquecem de que um dia serão idosas...É lamentável.Devemos respeitar os idosos.Respeitar o idoso é uma forma de amar o próximo...
http://www.youtube.com/watch?v=SDteHlkvIps
Andréa LG-Brasília-DF